Bagre EnsaboadoPreto Velho24.887 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 11

Adrenalina

Bagre Ensaboado

Eu toco a minha guitarra
Não acerto quase nada
Sonho não ter mais nada pra fazer

À noite eu travo e fico louco
Bebo só pra ficar tonto
Troco as ordens que é pra ter mais prazer

Sei que a neurose é normal
E todos falam bem ou mal
Tudo na vida é animal
E o animal é natural
O corpo pede um pouco mal
Eu me inflamo, é irreal
Entorpecendo meus sentidos pra mudar o natural

Todo mundo quer pirar
Não importa o que vai ter que fazer

Ser doidão me tara
Não entendo quase nada
Acontece tudo que tiver que ser

A loucura sobe à mente
Tanta droga, tô contente
Viciando, tô no inferno sem saber

A malocada atacada
Vejo até nau ancorada
Me segura, vou queimar até morrer
Sou mais um fantoche palhaço
Que só segue o que os outros falam
Inconsciente, perdido, eu me abalo
Só o irreal pra me entreter

Todo mundo quer pirar
Não importa o que vai ter que fazer

Nesse grau ninguém me cala
Nada me apaga
Na minha cabeça todos só querem me ver

Masturbado eu sigo andando
Transloucado eu vou pirando
Andar pirado sem noção é o meu viver

Sei que me sinto como o tal
E como o tal no irreal
É como entrar na sua artéria numa nave espacial
É penetrar no submundo da sua cara angelical
Esfaquear todos os poros do organismo racional

Todo mundo quer pirar
Não importa o que vai ter que fazer

Músicas mais acessadas

Fotos (8)

Release

"Ouvi o som e é muito legal. Tá pronto pro sucesso. Sou fã da banda" (Aldo Ghetto, produtor musical que já trabalhou com, entre outros, Titãs e Ira).

" Com certeza a banda tem o principal para fazer algum estrago no mundo comercial". "A criatividade dessa banda é preciosa. Não é fácil de se encontrar".(Guru Luís Cascagrossa, na comunidade do orkut Avaliação de Bandas).

"Todorov diz que o efeito do fantástico é quando o escritor consegue situar o leitor entre o Estranho e o Maravilhoso (a razão e a fé absoluta). O Bagre Ensaboado consegue fazer isto: situa o sujeito entre a ironia total (o distanciamento racional pra ver o mundo) e o maravilhoso (a crença num universo particular). As letras são muito bem elaboradas sem parecer nem bobas ...

Continuar lendo>>