Apologia SulReflexão110.899 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 12

Feridas de Abril

Apologia Sul

Fotografia em preto e branco, choque, lembranças pra não esquecer
Ontem lutei por quem hoje nos dá golpes, isso faz mais ainda doer
Ruas com sangue de quem lutou, por dias sem bombas de gás
Ardem os olhos mas, não esqueceremos do massacre jamais

Beto, te escrevo um verso porque alguém deixou seu ego em 88 mês de agosto no protesto
Escuta o choro antes que outra bomba estoure, como deixar o seu nome na história você que escolhe
Tô na luta, tô no luto, grito porque acredito no filho de quem me aponta o escudo
Oro por irmãos que caem do lado, a bala que vem do estado mancha o giz a mão em riste tá meu punho

Recebo uma carta por cada bala disparada, a dor na carne, não é de festim
Imaginei nessa folha de caderno uma praça sem crianças nem brinquedos, muito menos um jardim
Calados nos querem, sentados nos querem mas, não fugiremos à luta
Homens e mulheres, a paz todos querem mas, não fugiremos à luta
A todos que são vítimas do estado, nas salas de aulas ou nas ruas, paz

Fotografia em preto e branco, choque, lembranças pra não esquecer
Ontem lutei por quem hoje nos dá golpes, isso faz mais ainda doer
Ruas com sangue de quem lutou, por dias sem bombas de gás
Ardem os olhos mas, não esqueceremos do massacre jamais

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (3)

Fotos (25)

Clipes (11)

Release

O grupo surgiu em 2007 devido a um festival de arte da rede estudantil (FERA), onde foi apenas a denominação de algo que já existia. Na ocasião o grupo chamava-se Unidade NH e todos os integrantes (Tiago, Michel e Diou), na época, moravam em Carambeí. Eram amigos de infância e, desde a oportunidade, tinham por hobbie querer produzir música, mesmo que de forma experimental e sem muita bagagem musical.
Fizemos uma canção sobre Zumbi dos Palmares e ela foi selecionada pela Secretaria de Educação para ser apresentada no Festival. Passamos vários dias convivendo com artistas de várias regiões, sendo a nossa primeira apresentação, num palco com mais ou menos umas 2 mil pessoas. Foi uma experiência marcante e que nos mostrou que deveríamos buscar novos horizontes com o rap.

Em ...

Continuar lendo>>