Andre MacambiraA saia e a ponte592 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 4

    contrate

    release

    Lançando seu primeiro CD, o cantor e compositor pernambucano André Macambira já tem uma história marcada por influências de várias partes do Brasil. O trabalho reúne composições próprias e outras ao lado de parceiros, como Cláudio Noah, Emy Porto, Zeca Tocantins, Gilson Cavalcante e Zeh Rocha. O Cd é permeado por ritmos nordestinos como xote, coco, xaxado, maracatu, boi e ciranda, com o toque marcante dos violões, presentes em todas as canções.

    Gravado no Estúdio Central da Música, do Recife, o álbum conta com a participação de grandes músicos da cena cultural pernambucana, como Renato Bandeira (viola e guitarra), Beto Hortis (acordeon), Bráulio Araújo (Baixo), Hélio Silva (Baixo), Vitamina (Percussão), Lucas dos Prazeres (Percussão), Vinícius Sarmento (violão 7 cordas). Além dos vocais de Nena Queiroga e Carla Mariz, e da participação do cantor Mazo Melo, com quem divide as vozes na música Mancada e de Talitha Accioly, que além de ser sua produtora executiva, participa da faixa Anjo Louco.

    História - Macambira teve suas primeiras lições musicais com seu avô, em Serra Talhada -PE, onde nasceu. Na antiga radiola se ouvia de Luiz Gonzaga a Perez Prado. O início na música foi logo aos 11 anos de idade, em Alagoas, quando começou a se apresentar na escola e em clubes da região tocando os grandes nomes do rock brasileiro da década de 80. Com 15 anos, em Belo Horizonte, Macambira começa a se dedicar exclusivamente à música, quando surgem suas primeiras canções. Na capital mineira se apresentou em diversas casas noturnas onde ganhou notoriedade entre os artistas locais. Três anos mais tarde, se muda com a família para Palmas-TO, onde sua música realmente criou identidade. Em Palmas, participou de coletâneas, formou a banda Balahara e ganhou festivais.

    Nos últimos anos André Macambira passou por São Luis do Maranhão, Aracaju, São Paulo e após um período em João Pessoa voltou ao Recife. Por onde passa, o músico carrega na sua bagagem um pouco da história musical de cada região. Sua música tem um estilo singular, uma mistura que se reflete claramente em seu primeiro CD.


    relacionado / favoritos

    influências

    Itamar Assunpção, Milton Carlos, John Lee Hooker, Mudy waters, Tom Jobim, Gonzaguinha, Roberto Carlos, Elomar, Vital Farias, Djavan, Vitor Ramil, Miriam Makeba, Maria Betânia, João Gilberto, Led Zeppelin, Focus, Lula Queiroga, Chico Buarque, Luiz Gonzaga.