Meus neurônios

ANDERSON DIONNES

Mexe com a química do meu cérebro
Repõem as melaninas dopaminas serotoninas.
Tira do meu corpo as toxinas
Causadas pelo erro, vicio, ócio e das rotinas.
E o hipotálamo libera ocitocina
Fico mais intenso quando aumenta a adrenalina

A testosterona tá fluindo no meu corpo
Isso acontece porque ainda não tô morto
Antidepressivos pra tratar os meus hormônios
Sensualidade pra ativar os feromônios
É a pituitária que produz a substancia
Eu quero ser feliz como no tempo de criança

Meu lóbulo frontal está muito confuso
Deve ser porque tá faltando um parafuso
Licitas ilícitas para o cerebelo
Só depois a gente vê que nem tudo é belo
Meus neurônios estão morrendo
Mesmo assim estou vivendo

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (35)

Clipes (9)

Release

Cantor, instrumentista e produtor musical, Anderson Dionnes tem grande experiência na musica e passagens em várias bandas como: Eutanásia, banda Ursso, Cinema mudo, Diário oficial, Doce mistério, banda Universus, The Dionnes e outras. Membro da “UBC” – União brasileira dos compositores com varias obras executadas em radio e televisão.
Participou de vários festivais como o “Extra`n roll festival” em 1993 em BH onde ficou na terceira colocação com a canção de sua autoria (plataforma do olhar) entre mais de mil bandas inscritas de todo brasil. Em São Thomé das letras participou do XII Festival da canção entre mais de 200 musicas ficou na sexta colocação.
Selecionado pra concorrer no concurso "Sua banda no palco sunset" do Rock and Rio 2015 pulou da oitava pagina para terceira no ranking entre mais ...

Continuar lendo>>