contrate

integrantes

  • Lucas Moreira Bateria
  • Paula Valéria Trompete
  • Lucival Andrade Bateria
  • Ygor Lobo Bateria
  • Leo Miranda Trompete
  • Lucas Dumont Bateria
  • Max Mendes Bateria
  • Augusto Mendes Trompete

release

A Alma Celeste surgiu em outubro de 2007 como parte de um movimento nacional de formação de torcidas que agregam valores incomuns ao cenário futebolistico brasileiro, com visual, cantos, e organização mais semelhantes aos das torcidas européias, e do rio da prata.
A nossa torcida surge dentro desse movimento e pretende ao mesmo tempo agregar alguns valores estrangeiros, manter alguns aspectos característicos da torcida brasileira, e também regionalizar ambos, de modo a criar uma identidade própria para a torcida. Portanto, nossa torcida caracteriza-se como uma proposta aberta sempre em construção.

De nossos vizinhos, a beleza das barras argentinas e uruguaias, bandeiras com as imagens dos grandes nomes do nosso clube, faixas com dizeres de apoio e mostras de sentimento, além da cantoria do início ao fim dos jogos são alguns elementos que incorporamos. Da torcida brasileira manteremos os balões, os cantos, as palmas, os bandeirões, a bateria, a alegria e paixão pelo futebol.

Nossa torcida pretende ainda com esses elementos, criar uma identidade própria, que valorize os aspectos regionais acima de tudo. Logo, a Alma Celeste se caracteriza por um movimento aberto a fazer sempre a melhor festa.


A Alma Celeste, entretanto, repudia qualquer tipo de violência no futebol e não agregaremos esse valor jamais! Só queremos torcer sem parar, e ver o Paysandu ganhar! Respeitamos todos os indívíduos e torcidas que fazem o futebol ser o maior esporte do mundo!
Somos uma torcida com características claras de organização, a saber: não temos diretoria, não temos sede, não temos patrocinadores, não recebemos ingressos da diretoria, não temos carteirinha, não temos mensalidade para sócios, somos livres e a nossa camisa é a camisa do Paysandu.

A nossa proposta surge no momento em que o nosso clube se encontra na terceira divisão do campeonato nacional, no pior momento de sua história, e por esse motivo nossa torcida busca acima de tudo transformar a cultura dos nossos torcedores e do nosso clube, pois nós somos a força que move esse gigante, mesmo que adormeca por muito tempo, nós sabemos que somos a força que irá acorda-lo.

Seremos mais que o décimo segundo jogador, seremos o vigésimo, o trigésimo, o milionésimo, pois somos uma nação lado a lado com onze jogadores em campo, defendendo o pavilhão alvi-celeste, incentivando do início ao fim, buscamos viver nosso clube do mais abrangente modo que a interpretação possa auferir. Daí a nossa proposta de trazer o debate democrático pra dentro da nossa torcida, e do nosso clube, de modo que o intercambio mais competente para soerguer o Paysandu até o seu lugar na primeira divisão seja a PARCERIA COM A TORCIDA!

Por fim, congratulamos a todos que querem bem ao nosso Paysandu, pois estes são a razão das nossas cores resistirem. A eles, as nossas mais fervorosas SAUDAÇÕES BICOLORES!

influências