Encarceramento

Adolpho Guiroto

As grades enferrujadas no portão
Os muros que se erguem desde o chão
Os cães que guardam os quintais
Impedem quem deseja aqui entrar

As plantas disfarçam o cinza da construção
Meu sorriso esconde a solidão
Meu pensamento desbotado
Sente que há algo errado
No peito lateja um sentimento
Preciso me livrar

Do encarceramento
Encarceramento
Eu preciso me livrar do encarceramento

Rodeado de celas de prisão
Os guardas vigiam o meu quarteirão
Minha casa é minha masmorra
Talvez seja até quando eu morra
E vá pra sete palmos abaixo
Num outro tipo de

Encarceramento
Encarceramento
Eu preciso me livrar do encarceramento

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (48)

Clipes (3)

Release

Adolpho canta desde os 15 anos na noite e mais recentemente vem trabalhando num projeto autoral solo. Foi integrante durante mais de 3 anos na banda SOS '96 - sucesso de acessos no PalcoMP3 e continua vocalista da banda Kako de Telha performando em variados eventos na região paranaense. Bota sua voz pra fora pra cantar qualquer coisa que sinta em forma de música. Suas composições refletem as ânsias de uma geração jovem que se sente deslocada em busca de um lugar pra si no mundo. Músicas como "Dias de Cão", "Fracasso", "Penumbra" refletem diretamente as ansiedades de uma mente caótica que traduz a dor em melodia.