As emoções imorredouras do rock and roll

Paulo Malária

Nos tempos em que eu era um guri inocente
A barra era limpa e a jovem guarda pra frente
E a vida era doce pra quem fosse de uma gangue
E não tivesse medo de perder uns litros de sangue

Agora gente fina chama aquilo careta
Tomava-se cuba, se andava de lambreta
Mas chovia muita mina pra moçada very sexy
De camisa lacorete e no cabelo só gumex

Go go baby go,
Caçar submarino no arpoador
Go go, go baby go
Atrás das ilusões de uma era boa que acabou
Go go baby go,
Você só curte o tempo quando o tempo já passou
Baby, baby,
Ninguém mais vive de rock and roll

Go go baby go go go
Go baby go
Caçar submarino no arpoador
Caçar submarino no arpoador
Caçar submarino no arpoador
Yeah yeah

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (5)

Fotos (13)

Clipes (46)

Release

"NINGUÉM PEDIU" é o novo CD do ACIDENTE.

A banda foi formada em 1978 e desde então jamais encontrou seu estilo, sempre se reciclando. No início dos anos 80, o Acidente foi um pioneiro do BRock, lançando três discos de rock básico, blues e similares. A partir de 1989, mudanças radicais levaram a um novo Aça instrumental, de inspiração progressiva.

Com três décadas e meia de existência a banda é uma referência do underground carioca com uma trajetória sem deixar de nunca fazer sucesso.

Agora com o CD "NINGUÉM PEDIU", o ACIDENTE continua mergulhado nas águas lamacentas do Rock, com 25 composições inéditas e uma regravação.

Mais uma vez, o novo álbum conta com as letras fortes e irônicas de Paulo Malária em contraste com as faixas compostas por Helio ...

Continuar lendo>>