23 Pão e Sopa

Paulo Malária

Seu Zé Mané quando sai de casa
Uma bela meia água lá no Cabuçu
Deixei quatorze corações à incerteza
Se voltar tem pão na mesa, caso não é urubu

Seu Zé Mané não se preocupa com a paupéria
De quem não rouba grande e vem atrás
Tem Dona Amélia e treze bocas pra criar
E toda essa penúria é bom deixar pra lá
E não olhar pra trás

Manhã bem cedo mal o galo canta
Que chavão antigo, Zé Mané levanta
Que grande perigo, Zé Mané não pensa, Zé Mané trabalha
Só trabalha e canta uma canção que fala da grandeza nacional
E não olhar pra trás
E não olhar pra trás
E não olhar pra trás

Seu Zé Mané também se canta em casa
Hoje não bebi, não caí, não morri
Voltei inteiro, escapei de outra
Hoje o prato é sopa, pelo menos mal não faz
E não olhar...

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (5)

Fotos (13)

Clipes (46)

Release

"NINGUÉM PEDIU" é o novo CD do ACIDENTE.

A banda foi formada em 1978 e desde então jamais encontrou seu estilo, sempre se reciclando. No início dos anos 80, o Acidente foi um pioneiro do BRock, lançando três discos de rock básico, blues e similares. A partir de 1989, mudanças radicais levaram a um novo Aça instrumental, de inspiração progressiva.

Com três décadas e meia de existência a banda é uma referência do underground carioca com uma trajetória sem deixar de nunca fazer sucesso.

Agora com o CD "NINGUÉM PEDIU", o ACIDENTE continua mergulhado nas águas lamacentas do Rock, com 25 composições inéditas e uma regravação.

Mais uma vez, o novo álbum conta com as letras fortes e irônicas de Paulo Malária em contraste com as faixas compostas por Helio ...

Continuar lendo>>