JotaChinaJotaChina - Trigésima Quinta1 play
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 1

    JotaChina - Trigésima Quinta

    JotaChina

    Olhares secos me secam ao cair da tarde
    Folhas secas de outono caindo pela cidade
    O sol já baixo, quase já se pondo
    E eu sentado, observando e compondo

    Pensando em como vem...
    Pensando em como vai...
    Pensando que a vida é pesada, difícil, complicada
    Por isso sempre levante sua guarda

    Parceiro, tanto faz...
    O outro tem e você corre atrás
    O que veio de mão beijada não tem valor
    Perto daquilo conquistado por quem lutou

    Não fica parado, tome um rumo na sua vida
    Não deixe que o tempo passe e você não viva
    Siga leve, releve o que não te eleve
    Play no rec, logo menos sai as track

    Alquimista do jogo, preparando porções de poções
    No cardápio de improvisações
    Jogadas do quinto andar do prédio
    Só por ser largado... Não tem crédito

    Não tem débito, mas tem mérito
    Não é bélico, mas é efetivo
    O doutor, por favor
    Me libera rapidinho, sou apenas morador

    Do gueto ou la no asfalto
    Ou então, morando no mato
    Papo reto igual pista de drag
    Sem proceder a ideia faz curva e o carro bate e perde

    Bate perde, apaga e tá no microondas
    Quando ele foi ver, só tinha ondas
    Só tinha as onças, só tinha as responsas
    Teve umas sonsas, hoje em dia tem a minha dona

    O destino é uma coisa foda
    Sempre nos surpreende de todas as formas
    Em todas as voltas, as vezes nos faz bem
    Só que outras vezes, faz um mal também

    [refrão 2x]

    Momentos, viagens, pensamentos lentos de passagem
    Lamentos, "crocagens", sentimentos me trazem coragem
    Pensamentos lentos, sinto ao soar do vento
    Momentos... se vão com o passar do tempo

    Músicas mais acessadas

    Álbuns e Singles/EPs  (1)

    Fotos (1)