contrate

Alexandre Azeredo

(11) 96632-1120

Odin

Fabio Brazza

Meu nome é só um nome escrito numa cédula
Meu corpo é só matéria, bactéria e célula
Eu sou só uma poeira em meio à névoa
Que o vento deixa subir e depois leva
A revoar

Não é que eu seja uma pessoa incrédula, mas se a fé nos eleva
já tem um tempo que a minha não me leva lá
Malévola, a vida pode ser cruel
E as mãos que fazem mal também nos trazem mel

Tira o véu e para de tirar selfie
O problema é seu, fi! Ninguém quer your help
Somos egoístas de olho nos title belts
Mas nem todos nasceram para ser Michael Phelps

Quem sou eu afinal? Ilusão total?
Ou será que esse eu é só uma construção social
Ou que na real não existe eu, só nós
Deve ser por isso que S.O.S também escreve sós

Coincidência da semântica
Ou uma súplica oculta
Solitário ou solidário?
Sol e árido
É o deserto das paixões
Que nos afaga e nos insulta

Eu falei, não me deram corda
Me deram um acorda
Eu disse que precisava de hope
Não de rope. Me poupe!
No fundo do poço, ou uso ela pra escalar até o topo
ou enrolo no pescoço

Eu tive que fazer que nem Odin
Eu me matei numa forca
Mas foi aí que eu tirei de mim
A força! A força!

A tristeza faz um homem perder o brilho
E a vida perder o trilho, mas nem todos os tristes apertam o gatilho
Meu pai me disse: Filho, a vida é foda!
E isso não é um trocadilho

Felicidade frágil como um vidro
Mas a realidade não tem filtro, viu trow!?
E pra matar esse vazio e esse tédio
Quantos não se matam por excesso de remédios

Do centro do ocidente até o Oriente Médio
A fé derruba barreiras mas também derruba prédios
E o que mudou com toda essa evolução?
Que agora dá ver tudo ao vivo e em alta definição

O mundo em delírio, massacre na Nigéria
O martírio é sírio, a miséria é séria
Mas o jornalista é classista
E quando o pobre morre não tem o mesmo destaque na matéria

Sociedade narcisista
Na frente do espelho
Vendo a vida pela tela do aparelho
Escuta meu conselho
A gente tá ficando louco
O copo tá cheio mas o coração tá oco
Para um pouco!

Midas teve que transformar tudo em ouro
Pra descobrir que o valor da vida estava no outro
Estava no outro

Eu tive que fazer que nem Odin
Eu me matei numa forca
Mas foi aí que eu tirei de mim
A força! A força!

clipes (25)

comentários (3)

ManoÁla CEARENSE

Som muito inteligente bom rimador e boa ideias Dá um salve no meu tb né chegado.

Emerson Macena

Pesado o som.

Filosofia de Rua

salve muleke!!!