contrate

Alexandre Azeredo

(11) 96632-1120

Brasil de Norte a Sul

Fabio Brazza

Amazan: - Ô menino, tu é de onde?
Brazza: - Eu sou de São Paulo
Amazan: - Ôxi, de São Paulo?
E por quê que tu tá cantando repente aí meu filho?
Brazza: - Eu canto repente também
Amazan: - Qual é o teu nome?
Brazza: - Fabio Brazza
Amazan: - Fabio o quê?
Brazza: - Fabio Brazza!
Amazan: - Ah! Fabio Brazza

Perdoe se eu venho da cidade
se eu não tenho intimidade com as coisas do sertão
Perdoe se toda minha cultura
veio da literatura e se meu verso é sem razão
Eu sou do rap do repente da embolada
e na rima improvisada meto tudo na cumbuca
E se duvída me convida pro duelo
que amigo eu não amarelo e nem fico de butuca
Rima maluca, que me educa e me completa
Eu sou poeta, e a minha dieta é seleta
A minha meta, não é tocar na discoteca
Mas fazer samba como os do Zeca
sem deixar cair a peteca
Pra ganhar a minha beca de bacharel, sim senhor
E o anel de doutor, como Noel e Sinhô
Ismael, Mano Heitor
Tudo isso com um toque de Gabriel Pensador
E se preciso a gente arrisca no cordel
Até sai faísca, quando a caneta trisca no papel
E pra mostrar toda artimanha
pego Caju e Castanha e coloco lá no flow do Big L

Eu sou, Brasil de Norte a Sul
E até me atrevo no baião no frevo e no maracatu
Sentiu?
Eu sou, do rap repente meu bem
Eu sou, do samba bamba também
E tudo aquilo que vem do meu Brasil, Brasil

Viva o Nordeste inteiro
E esse povo que me orgulha de ser brasileiro
Viva Caymmi, Lenine, Zumbi, Antonio Conselheiro
Chico Science, Caetano, Gil, Jackson do Pandeiro
Viva Raul, o baião, o samba, o frevo
Maracatu e todo batuqueiro
O acarajé, caruru, abará, sururu, baião de dois
todo seu tempero
Salve! O verso de rapadura
Castro Alves e Graciliano Ramos na literatura
Toda essa bravura, toda essa beleza
e riqueza de cultura
Viva Patativa e sua mente criativa
voz ativa do Nordeste, a saliva que regou o agreste
Viva, cada cabra da peste por seu legado
Viva Luiz Gonzaga e Jorge Amado
Nordeste, muito obrigado!
Sua sina é Suassuna
É seu povo arretado
É seu povo arretado

Eu sou, Brasil de Norte a Sul
E até me atrevo no baião no frevo e no maracatu
Sentiu?
Eu sou, do rap repente meu bem
Eu sou, do samba bamba também
E tudo aquilo que vem do meu Brasil, Brasil

Eê, oô foi pandeiro que chamou
Eê, oô brasileiro que chegou!
Eê, oô tem tempero tem sabor, sim senhor
Ooô, foi pandeiro que chamou

Amazan: - Mas não é que tu canta mesmo?
Eita paulista arretado esse Fabio Brazza!

clipes (25)

comentários (3)

ManoÁla CEARENSE

Som muito inteligente bom rimador e boa ideias Dá um salve no meu tb né chegado.

Emerson Macena

Pesado o som.

Filosofia de Rua

salve muleke!!!