Até ficar velhinho

Júnior Angelim / Márcia Araujo

O sino tocou
A porta se abriu
Todo mundo virou
E as minhas mãos aqui suando frio

Lá está o meu amor
Com lágrimas molhando seu lindo sorriso
Não teve quem não se emocionou
Eu, o padre e os padrinhos

E cada tempestade, cada contra-tempo
Tornou mais especial esse momento
Até hoje fomos dois
Daqui pra frente seremos um

Que a gente fale eu te amo assim do nada
Ter filhos pra alegrar e bagunçar a casa
Que Deus conserve o nosso amor assim
Até ficar velhim

Que a gente nunca vá dormir brigados
Que eu nunca esqueça o seu aniversário
Que Deus conserve o nosso amor assim
Até ficar velhim

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (12)

Clipes (5)

Release

Junior Angelim começou sua carreira artística aos 11 anos em Goiânia quando aprendeu a tocar violão com seu pai, logo em seguida foi convidado para participar da banda do colégio onde estudava, se apresentando nos intervalos das aulas, feiras culturais e em casas de shows que promoviam eventos matinês na capital.

Quando adolescente teve como inspiração, artistas de gêneros variados como: Jorge e Mateus, Guilherme e Santiago, Zezé de Camargo e Luciano, Leonardo, Daniel, Ana Carolina, Creed, Three Doors Down entre outros .

Sempre muito observador, encontrou inspiração em historias vividas por si mesmo e em historias de amigos para compor suas primeiras musicas, e foi incentivado por esses amigos que ele gravou seu primeiro CD, variando o sertanejo entre ritmos românticos e ritmos dançantes.